Comunicação Blog

O que fazer na Praia do Forte além das praias

Se você acha que Praia do Forte só tem praia está muito enganado. Olha as dicas de programações incríveis que você pode curtir com a família aqui.

postado em 28 ABR 2021
O que fazer na Praia do Forte além das praias

Compartilhe:

Clima Favorável
Como você já deve ter percebido, aqui a temperatura tende a ser quente o ano todo, ou seja, um dos pontos principais, com certeza, é o clima que favorece o turismo seja no verão ou no inverno. Então, dá pra planejar tranquilamente a sua viagem e aproveitar seja para se divertir ou até para trabalhar.

O município de Mata de São João, além de ser um dos destinos mais procurados no Litoral Norte da Bahia, também é considerado um lugar de refúgio para descansar e aproveitar esse clima para relaxar e curtir o momento com a natureza e com a gastronomia local que também é um ponto muito forte do lugar. 

Sucesso em Hospitalidade

Possui infraestrutura hoteleira  completa para receber os turistas e os baianos que procuram o lugar para ter paz e tranquilidade. Para sair um pouco do óbvio, vamos deixar aqui algumas ideias de passeios para fazer sem ser a praia, assim você não só aproveita esse contato com a natureza, como também pode conhecer um pouco mais da parte histórica do local e voltada para o meio ambiente. Então, vamos lá?

 

1. Pedalar no Parque Klaus Peters
Um importante fato sobre esse parque é que ele é a primeira Unidade de conservação de Proteção Integral do Litoral Norte da Bahia. Além de todo um ecossistema de se admirar, ele possui uma trilha de aproximadamente 3,6 km, com placas para a localização e sobre a flora e a fauna do lugar. É também ideal para quem quer fazer uma caminhada ou até um passeio de bicicleta, contemplando as belezas naturais do parque. 


Além disso, o Parque Klaus Peters abriga mais de 180 espécies de aves e possui uma área de 254 hectares com dunas e lagoas, ainda desconhecida pelos turistas. Já dá até para imaginar andar de bike e curtir essa combinação perfeita que é a mistura da natureza local com o pôr do sol. 

 

2. Visitar o Castelo Garcia D’Ávila
Tire um tempinho para visitar a primeira grande edificação portuguesa no Brasil, o Castelo Garcia D’Ávila, reconhecido como Patrimônio Histórico e Cultural brasileiro em 1937. O nome é graças ao responsável pela construção, Garcia D’Ávila que o construiu a fortaleza em 1551. 


Suas ruínas estão entre as mais antigas do país e representam todo um contexto histórico do local na época. Foi um marco também pela colonização e defesa do Brasil durante mais de três séculos. Além disso, possui uma capela, denominada Capela de São Pedro dos Rates, que trata-se da parte mais antiga da edificação. 

 

3. Tamar
Com uma biodiversidade incrível, o museu do Projeto Tamar, na Praia do Forte, possui 10 mil metros quadrados. Criado em 1982, é um dos museus mais frequentados do Brasil todo, recebendo cerca de 600 mil visitantes anualmente. Uma curiosidade sobre o nome do projeto, Tamar, nada mais é do que a junção das palavras “Tartaruga” e “Marinha” e tem o objetivo de preservar as espécies ameaçadas de extinção. 

São cerca de 600 mil litros de água salgada divididos em tanques e aquários, abrigando seres da fauna marinha local e 4 das 5 espécies de tartarugas marinhas existentes no Brasil. Esses animais são encontrados em diferentes estágios da vida e você pode conferir um pouco da vida desses animais através de recursos de multimídia, vídeos, aquários e exposições fotográficas, sem contar com uma loja e um restaurante. 

4. Instituto Baleia Jubarte
Assim como o projeto Tamar, o Instituto Baleia Jubarte tem o intuito de preservar a espécie que leva o nome da entidade. Criado em 1988, o instituto estuda  as Baleias Jubartes que migram todo o ano para o estado baiano durante o inverno e na primavera para procriar e fazer a manutenção da espécie no local. 

Os visitantes podem fazer uma caminhada educativa, avistando entre os jardins um esqueleto completo de baleia-jubarte. Além disto, podem ser vistas também várias réplicas em tamanho natural de baleias, placas interpretativas, sem contar um anfiteatro com exposição de vídeos e outros recursos tecnológicos e interativos sobre a espécie. 

5. Gastronomia - são muitas opções, do Italiano ao legítimo baiano
Se não é a melhor parte, está entre as melhores. A gastronomia é um ponto fortíssimo de Praia do Forte, contendo uma vasta diversidade de pratos para todos os gostos. São diversas opções que vão desde a gastronomia italiana, ao legítimo tempero que só a Bahia tem. 

Dá para se programar e experimentar grande parte dessas delícias. Para quem gosta de se planejar, o bom é escolher com a família e os amigos o tipo de comida que vão querer em cada dia e fazer a reserva. Para quem gosta de ser espontâneo também é uma ótima opção, já que você pode comer cada dia algo diferente. 

Praia do Forte possui diversos passeios turísticos como conhecer a Reserva Sapiranga, passeios pela Lagoa Timeantube, passeios de quadriciclo e outros, que podem ser agendados com empresas de turismo como Portomar e Eco Bike Tour. São programações imperdíveis que você precisa vivenciar de perto, então chame a família e os amigos e venha para a Praia do Forte! Esperamos por vocês!